Série – Arda

O Arda é uma ferramenta simples (e esperamos que ela continue sempre assim, mas sem abrir mão da eficiência) que faz gestão de workloads de times no ambiente corporativo. Note, não estamos falando de uma ferramenta de gestão de projetos, estamos falando de gestão de workloads em times, seja este time de desenvolvimento, de marketing, de suporte, de evangelismo ou de que natureza for.

Esta página será atualizada com todos os “lessons learned” do time de desenvolvimento enquanto o código fonte não for disponibilizado no GitHub. Se você quiser aprender um pouco mais sobre microserviços na prática usando ASP.NET Core + Containers, fique ligado nessa página.

Time Microsoft:

  • General project lead: Richard Chaves
  • Team Lead: Alessandro Jannuzzi
  • Evangelistas:
    • Fabrício Sanchez (Project Lead/Architect)
    • Allan Targino (Dev)
    • Fabrício Catae (Dev/Architect)
    • Cynthia Zanoni (Designer)

Agradecimento especial ao Ricardo Serradas (PFE ALM @ Microsoft), responsável por todo o processo de integração contínua + deployment automatizado via Visual Studio Team Services.


Conteúdos

Artigo #4: Arda – O processo de autenticação
No quarto artigo da série apresento a estruturação e implementação do processo de autenticação de usuários baseada no Azure Active Directory. Apresento o racional do processo bem como tecnologias e métodos de comunicação que utilizamos.

Artigo #3: Arda – Configurações iniciais e decisões técnicas
No terceiro artigo da série iniciamos a implementação do projeto. Apresento os primeiros insights gerado por alguns testes iniciais na estrutura do sistema e algumas decisões técnicas que tomamos baseados nestes experimentos.

Artigo #2: Arda – Primeiros passos com microserviços
Neste segundo artigo apresentamos nosso processo de fundamentação teórica de microserviços e primeiros passos para posterior implementação. Apresentamos também nossas conclusões técnicas e metodologias utilizadas.

Artigo #1: Arda – Motivação, Arquitetura e Tecnologias
Neste primeiro artigo apresentamos a ideia, os aspectos gerais que norteiam o projeto, uma visão geral do modelo arquitetural e ainda, as tecnologias que estamos utilizando na construção da aplicação.